30

maio

Uma foda memorável

Por Anonimo em 30/05/2017 às 2:42 pm

Sou de Urussanga, SC, poderia eu postar esse meu conto aqui no grupo, porém é uma terrinha cheio de filho da puta, então prefiro manter o anonimato.
Costumo escrever minhas melhores aventuras e deixar salvo, pra toda vez que ler sentir novamente a sensação.

Era um dos nossos aniversários e eu estava decidida que iria ser diferente…
Me chamo D**, tenho 21 anos, 1,66 altura, 54kg, morena, cabelo liso longo, apaixonada por tatuagens…

Já estava tudo combinado, naquela noite de comemoração iríamos para o motel, eu nunca tinha usado uma fantasia com ele ainda, então resolvi que essa seria a primeira vez. Escolhi uma de gatinha 🐱, meias liga preta, tiara com orelhinhas, salto alto, soutian rendado, calcinha fio dental com um rabinho de gatinho atrás, que deixou meu bumbum mais redondinho e empinadinho do que já era. Costumávamos nos ver apenas nas quartas-feiras e nos finais de semanas, o que era muito bom, pois a saudade deixava tudo mais quente sempre!
Aguardei ansiosamente durante o dia, não conseguia fazer nada direito pensando no que seria naquela noite, estava decidida que seria um sexo completo, e só de pensar minha calcinha fica molhada.
Faltava pouco pra ele me buscar em casa, fui pro banho planejando cada detalhe, não me contive pensando naquele pau suculento e me toquei, estava pingando, meti os dedinhos nela ali mesmo, e com a outra mão segurava o jatinho do chuveiro no meu clitóris, gozei deliciosamente, e só me deixou com gosto de quero mais.
Me arrumei toda, estava passando meu perfume quando ouvi a buzina do seu carro, -ele chegou! – Peguei minha bolsa, abri a gaveta e peguei um vibrador que eu tinha e botei dentro dela.
Descendo as escadas vi ele , me esperando do lado de fora do carro, estava mais gato do que o normal, com uma camisa que realçava ainda mais seus músculos “nossa”. -Oi amor!- um beijo- Oi, nossa, você está linda!- ele abre a porta do carro pra mim, eu entro…
No motel
Entramos, ele botou o champagne na geladeira, fui até ele, dei um beijo delicioso e pedi pra ele deixar as luzes no ponto exato, enquanto eu iria no banheiro me arrumar… assim foi feito.
Disse que estava pronta, ele foi me buscar até o banheiro
(Eu estava morrendo de vergonha, não deveria, eu não era assim tímida, mas ele me deixava dessa maneira, ele não é o tipo de homem que toma a iniciativa e se solta deixando tudo mais fácil, mas ele fazia tudo o que eu mandava na cama, o que é bem interessante também…)
Ele me buscou, me levou pela mão até próximo da cama, onde tinha uma cadeira, ele estava sem palavras, dei uma volta em sua frente, ele só suspirou e disse -“nossa!” Então fui até a cadeira e sentei, chamei ele até perto de mim, passei a mão sobre seu jeans, podia sentir seu pau duro igual uma rocha, acariciei ele sobre o jeans olhando fixadamente dentro de seus olhos, podia ver o tesão em suas expressões, então falei -” ele está do jeito que eu gosto”.
Abaixei sua calça e chupei aquele pau generoso e cheiroso, me babando todinha nele, chupava seus testículos indo até sua base sugando gostoso sua cabecinha rosada. Ele me levantou da cadeira, me botou apoiada na cama e dando tapas estralados na minha bunda falava o quanto eu estava deliciosa. Alcancei meu vibrador
na bolsa, liguei e coloquei entre minhas pernas, enquanto ele deixava minha bunda vermelha de tanto bater, estava louca de tesão, onde gozei a primeira vez.
Então ele tirou minhas pequenas roupas, me deixando somente de meias e salto alto, me botou de quatro na beirada da cama e começou a me chupar, sentia sua língua molhada e quente na minha bucetinha, -“meu grelo está latejando de saudades bebê” -falei. -vou matar toda tua saudade- ele respondeu. Então senti sua língua molhada no meu cuzinho, enquanto seus dedos deslizavam no meu clitóris, que delícia! Eu gemia igual uma putinha!
Eu estava decidida que naquela noite eu iria dar meu rabinho pra ele, me preparei pra isso.
Então pressionei um dedo no meu rabinho que já estava molhadinho de tanto ele chupar, e de vagar senti meu dedo entrar enquanto ele chupava minha bucetinha. -“isso sua gostosa, mete o dedo nesse rabinho” – ouvi ele dizer.
Quando eu já estava me retorcendo de tezão, ele pegou o vibrador e enfiou com todo cuidado dentro do meu cu molhadinho, dizendo que ia me abrir toda! Fiquei louca com aquelas palavras. Ele ia enfiando aquele vibrador de uns 18cm no meu rabo a medida que eu gemia mais.
Ele se levantou, me deixando de quatro e deixando o vibrador dentro do meu rabinho, deu dois tapas fortes na minha bunda, então logo implorei -“come minha bucetinha, enfia esse cacete nela cachorro”. Ele enfiou seu pau com toda força nela, e na primeira estacada gozei, gemendo alto a medida que ele bombava seu cacete em mim. Que delicia sentir aquele pau com aquele vibrador no meu cu.
Foi quando ele tirou o vibrador de dentro de mim, sentei na cama chupando e punhetando aquele pau com todo carinho, batia o cacete dele na minha cara e olhava pra ele falando o quanto gostava daquele pau delicioso. Então ele pediu pra mim ficar de 4 novamente, me chupou fazendo meu líquido pingar sobre a cama, então senti seu pau pressionar meu cuzinho e deslizar devagar até o fundo! Nossa! Naquela noite ele me enrabou gostoso, em meio de tapas, nunca senti tanto tesão.
Uma hora ele parou de meter, abriu bem minha bunda e disse -“olha que coisa linda esse cuzinho todo aberto” . Eu conseguia olhar pelo espelho do teto meu rabo com o buraco enorme, fiquei um pouco assustada confesso, mas estava cheia de tesão.
Então botei aquele homem deitado na cama, tirei meu salto e subi em cima dele cavalgando igual uma louca com o bumbum virado pra ele. Ele elogiava minha bunda em meio a tapas, então tirei seu pau da minha buceta e enfiei no cuzinho, ele pegou no meu cabelo com força quando fiz isso, soltando um grito de tesão, depois de umas sentadas ouvi ele dizer que ia gozar, então me levantei e ajoelhei no chão, pedindo todo aquele leite na boquinha! Amo! Nunca tinha sentido ele gozar com tanta força.
Estava mais do que satisfeita, a noite tinha sido perfeita.
Então botamos a hidromassagem encher enquanto tomamos uma chuveirada, ele como sempre carinhoso comigo após o sexo.
Ficamos na hidromassagem nos deliciando com os docinhos que ele havia comprado e o champagne. Ahh como eu amo esse homem!!





Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz