04

abril

Fodida por um policial

Por Carol S em 4/04/2017 às 12:11 pm

Meu nome é Angélica, tenho 30 anos, e o que vou relatar aqui aconteceu comigo a mais ou menos um mês.
Eu fui até a casa de uma amiga, num bairro um pouco distante do meu, e quando decidi ir embora já estava um pouco tarde, por volta de umas 21h, eu iria voltar para casa de ônibus, e o ponto era duas ruas a cima da casa dela, ela se ofereceu para ir comigo até o ponto esperar o ônibus, mais como ela havia ganhado neném a poucos dias, disse que não precisava, q era melhor ela ficar em casa mesmo. O bairro dela era tranquilo sem muito movimento, a rua de cima da casa dela era deserta, não havia muitos moradores, apenas alguns lotes a venda e duas fabricas pequenas. Quando eu ia passando por lá, vi de longe uma viatura, o que me deixou até mais tranquila por saber q o lugar era seguro. Quando fui andando a viatura se aproximou, o guarda, um moreno lindo perguntou se eu era dali, pois sempre fazia patrulha no bairro e nunca tinha me visto. Eu respondi, dizendo q apenas tinha ido ver uma amiga, e já estava indo embora, ele me alertou, dizendo q uma moça tao bonita como eu não deveria ficar andando sozinha numa rua tão deserta, eu sorri, envergonhada e agradeci o elogio. Ele seguiu seu caminho e eu o meu. Quando eu estava quase chegando até o fim da rua, ele voltou. Parou o carro na minha frente me fechando o caminho, e veio com uma conversa de que eu poderia ter mentido sobre oq estava fazendo ali, pois havia pontos de drogas na região e ele insinuou q eu poderia estar envolvida, neguei é claro, pois não fazia sentido aquilo, fiquei um pouco nervosa, e ele disse que teria q me revistar. Eu gelei! Falei q ele não poderia fazer aquilo, q ele era homem, e ele me mandou ficar quieta. Eu disse q não teria como eu esconder algo dele já q minha roupa era curtinha, eu estava com uma mini saia branca e um top preto. Ele me mandou ficar quieta novamente e ordenou que eu colocasse as mãos no capo do carro. Eu estava muito nervosa, com medo. Ele então falou q iria me revistar, e passou a mão nos meu braços, percorreu pelos meus seios, passou pelas costas e foi descendo, passou a mao na minha bunda e desceu até meu pés, entao eu disse, -viu não tenho nada!. Ele deu uma risadinha sacana e começou a subir, passando a mao pela parte interna da minha perna, até chegar na minha coxa e me mandou abrir as pernas, ele subiu mais e chegou até minha bucetinha, q estava um pouco molhada ( eu sempre tive fantasia em sair com um policial, mas nunca dessa forma) ele então me chamou de biscate e disse que eu estava gostando, eu neguei. Ele se levantou e começou a acariciar meus peitos, eu estava sem sutiã e o top era decotado, ele colocou meus peitos pra fora e começou a brincar com elas, e a dizer no meu ouvido q eu era uma puta safada. Aquilo foi me arrepiando e acho q ele percebeu q eu estava começando a relaxar, e aquilo foi me deixando louca de tesão. Ele colocou uma mao na minha buceta que já estava super molhada e começou a brincar com ela, nossa tava uma delicia, ele me virou de frente, me sentou no capo do carro tirou minha calcinha e começou a me chupar. Nossa que língua maravilhosa, me fez delirar, ele me chupava muito gostoso e sem que eu percebesse comecei a gemer alto, então ele parou e deu um tapa na minha cara, disse pra mim calar a boca e ficar quieta. Ele levantou e tirou aquele pau enorme pra fora da calça e mandou eu chupar. Cai de boca naquela pica deliciosa, chupei tudo, nossa q delicia, depois de um tempo chupando ele me pegou pelo cabelo e me jogou na viatura, levantou minha saia e começou a foder minha bucetinha, me segurando pelo pescoço me chamando de puta, nossa q delicia, eu só sabia pedir pra ele me foder mais e mais, cada vez mais forte, ele colocou o dedo na minha boca e disse pra mim deixar ele molhadinho, chupei o dedo dele e então, quando ele tava bem babadinho ele começou a enfiar o dedo no meu cu, ele começou a foder bem rápido e a enfiar o dedo no cu bem forte, nossa eu tava enlouquecendo de tesão, então quando não aguentei mais eu gemi como nunca e anunciei q iria gozar, ai ele me fodeu como nunca e disse q iria gozar, mais no meu cu, ele tirou o pau da minha buceta e foi enfiando no meu cuzinho, doeu um pouco, mais eu tava tão louca de tesão q o prazer era maior q a dor, então ele começou a dizer, goza sua biscate, goza no meu pau vai, então gozei, nossa q delicia, eu gemia como nunca e então ele gozou tbm​ e encheu meu cu de porra.
Ele acabou me dando uma carona pra casa.Pediu meu telefone, eu passei e ele disse q iria me ligar pra marcarmos uma outra foda bem gostosa…
Depois desse dia ele me ligou duas vezes e trazamos como nunca novamente.





Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz